Ataque Aberto

"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

sábado, 27 de maio de 2017

VAGABUNDOS DO PSDB QUE GOVERNAM SORRISO (MT) SE VINGAM AFASTANDO MÉDICO E ENFERMEIRA DEPOIS DE ENTREVISTA

Terça, 23 de maio de 2017 - 12:51:45
ATUALIZADA

Médico que chorou pelo Hospital de Sorriso e servidora sofrem retaliação e são afastados da diretoria


Roberto Satoshi e Lígia Leite sempre denunciaram os problemas da unidade
Desesperados com a situação crítica do Hospital Regional de Sorriso, os então membros da diretoria Lígia Souza Leite e o médico Roberto Satoshi denunciaram, reiteradas vezes, que os problemas da unidade médica estão insustentáveis. Nesta manhã, os profissionais foram vítimas de retaliação e deixarão de ocupar os cargos na diretoria.
O médico Roberto ocupou, até hoje, o posto de diretor-técnico. A entrevista que ele concedeu à imprensa ontem, na qual não conteve a emoção ao falar sobre condições precárias da unidade, repercutiu em todo o Estado. O profissional, que chorou por temer a morte das pessoas internadas no hospital, foi automaticamente afastado da diretoria após a saída de Lígia.
Portal Sorriso MT procurou o médico que informou que, apesar de sair da diretoria, continuará na equipe médica do hospital, onde é concursado. "Eles já têm outro nome na direção. E como sou cargo de confiança dela [Lígia], vou sair também [da diretoria]. Mas, sou concursado, e vou continuar fazendo meu trabalho, cuidando bem dos pacientes".
A previsão é de que até amanhã deve ser publicada no Diário Oficial a destituição e os nomes dos novos membros da diretoria.
Saiba mais:
Enfermeira ocupa cargo
Lígia, que ocupou até hoje a função de diretora da unidade médica, foi afastada. “Eu quero agradecer a oportunidade e dizer para a pessoa que vai assumir o hospital regional: muita sorte, muita oração, muita perseverança, mas eu acredito que fiz o meu melhor. Vou continuar dentro do hospital. Sou enfermeira de carreira, continuarei ali e continuarei pontuando todas as falhas, seja deste governo ou de qualquer outro”.
Conforme o Cidade Alerta apurou, a enfermeira Luciele Benin - formada pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) -, e funcionária pública desde 2003, assumirá o cargo de diretora do Hospital Regional de Sorriso nesta quarta-feira (24). “Ontem, fui convidada a assumir esse desafio, que é a direção”.
Ainda não se sabe quem assumirá o cargo da diretoria-técnica do hospital.
No momento, cerca de 70 médicos, anestesistas e demais integrantes da equipe de saúde estão sem salários há 3 meses. Por isso, não estão trabalhando integralmente, fato que interrompeu em 100% internações e cirurgias agendadas. Só são operados pacientes graves e mantidos internados os que realmente não podem receber alta.

Resposta ao Dr. Deltan Dallagnol sobre o Ministro Edson Fachin



Resposta do Editor do Ataque Aberto

Se isso que o Sr. escreveu é verdade, o destino de Edson Fachin vai ser o mesmo que teve Teori Zavascki ! Duvido que a Organização Criminosa que Governa o Brasil o deixe sair vivo.

CRACOLÂNDIA - MAIS AMOR E MENOS DEMAGOCIA



por Adriana Lisboa*

Há algum tempo, atendi uma paciente que foi resgatada à força pela família, da cracolândia em SP. Estava pesando 34 kg, tendo 1m e 67 cm de altura. Estava com sífilis, AIDS e foi a tuberculose mais extensa que vi na vida. Pra se ter idéia, nem em foto de livro vi nada igual. Contou-me que vivia há 2 anos lá. Fazia sexo com até 20 desconhecidos por noite ao preço de 5 reais, para consumir tudo no mesmo dia, fumando pedra. Perdeu família, emprego, dignidade e a razão. 

A pessoa que abre mão de uma vida, pra se tornar um escombro, um farrapo humano, uma fruta podre pisoteada na sarjeta, está doente e essa realidade em que vive, não é uma escolha ou uma "forma de protesto". 

Quem é contra a internação compulsória dessas pessoas, certamente nunca teve um familiar nessa situação e nunca viu a cracolândia de perto. A internação compulsória é antes de mais nada um ato de caridade, de amor ao ser humano, que nada mais tem de ser e nem de humano. É tentar resgatar o último sopro de vida embalado em carne podre, lixo e violência. 

Inacreditavelmente tenho visto até quem defenda a existência da cracolândia. Os que defendem a existência das cracolândias da vida são os maus e desonestos, que enxergam o ganho político no sistema demagógico e os imbecis das claques de esquerda que apenas repetem as mesma bobagens de sempre.
Por favor, mais amor e menos demagogia.


*médica em Santa Catarina

Políticos articulam 'acordão' para usar eleições indiretas para se salvarem da Lava Jato

Políticos articulam 'acordão' para usar eleições indiretas para se salvarem da Lava Jato:

17102173.jpeg
Imagem: Reprodução / Redes  Sociais
O jornalista Alberto Bombig, do jornal O Estado de S. Paulo, revela os bastidores de um "acordão" para conduzir a sucessão do presidente Michel Temer,  de forma a "anistiar" políticos encrencados com a Lava Jato. O acordo, entre outros pontos, concederia foro privilegiado aos ex-presidentes. 
Mais informações »


Acordão dos traidores: tudo para salvar Lula, Dilma, Temer e parte do podre mundo político.

Acordão dos traidores: tudo para salvar Lula, Dilma, Temer e parte do podre mundo político.:
sarney%2Bdilma%2Blula.jpg
Trata-se um vergonhoso golpe contra os cidadãos. Segundo Alberto Bombig, do Estadão, a ideia é "utilizar uma eventual eleição presidencial indireta para “anistiar” parte do mundo político e colocar o Congresso como contraponto à Lava Jato e ao Ministério Público:

Estão em curso em Brasília as tratativas de um acordão que visa a utilizar uma eventual eleição presidencial indireta para “anistiar” parte do mundo político e colocar o Congresso como contraponto à Lava Jato e ao Ministério Público Federal. Os cérebros da trama atuam, sobretudo, no Senado Federal. Na ponta final da maquinação está o compromisso de alterar a Constituição para garantir foro privilegiado a ex-presidentes da República, o que beneficiaria diretamente Lula, Sarney, Collor, Dilma e, eventualmente, Michel Temer, todos alvo de investigações.

O grupo suprapartidário de senadores entende hoje que uma eventual eleição indireta para a Presidência deve seguir o modelo bicameral: aprovação de um candidato pela Câmara a ser referendada posteriormente pelos senadores.

Na prática, isso significaria um peso maior para o voto dos 81 senadores sobre o dos 513 deputados, o que diminuiria drasticamente as chances de Rodrigo Maia (DEM-RJ), atual presidente da Câmara, ser eleito para o Planalto. Ciente desse movimento, os apoiadores de Maia sondaram o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), para ser o vice do deputado.

O problema é que os senadores acham que Maia, uma vez eleito presidente da República, não sobreviveria ao que chamam de “jogo baixo da Lava Jato”. Avaliam que a cabeça de Maia se tornaria o troféu a ser apresentado pela longa fila que hoje tenta fazer delação premiada. A gravação feita por Joesley Batista de uma conversa com Temer comprovou, na visão dos senadores implicados na Lava Jato, que o Ministério Público Federal está disposto a tudo para “destruir o mundo político”.

Pelo arranjo dos senadores, Eunício seria, sim, vice, mas de um outro candidato, alguém com coragem suficiente para enfrentar a opinião pública e frear os procuradores e o juiz federal Sérgio Moro.

Para o grupo do Senado Federal, apenas dois nomes entre os colocados até agora como pré-candidatos têm peso e tamanho para a missão: Nelson Jobim e Gilmar Mendes. Só para lembrar: no Senado, são investigados, entre outros, o próprio Eunício, Renan Calheiros (PMDB), Gleisi Hoffmann (PT) e Aécio Neves (PSDB), todos considerados da “elite política da Casa”, como gostam de dizer os parlamentares.

A parte final do acordão inclui a saída do presidente Michel Temer, a ser convencido pelos aliados de que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já tem consenso formado pela cassação da chapa e pode até convocar eleições diretas. Para facilitar a renúncia de Temer, o acordo garantiria a ele um indulto (a imunidade penal a ser dada pelo futuro presidente) e a votação da PEC que manteria o foro privilegiado a ex-presidentes, evitando que o caso dele chegue até Moro. Essa PEC também livraria Lula das garras do juiz federal, parte que mais interessa ao PT.

O novo presidente, oriundo do acordão, ainda convocaria uma nova Constituinte e se aprovaria uma reforma mínima da Previdência, para acalmar os mercados e o setor produtivo. A Constituinte instituiria eleições e mandatos a promotores e procuradores, a exemplo do que ocorre nos Estados Unidos. Seria o House of Cards Brazil.

Brasília começa a articular sucessão de Michel Temer, diz jornal

Brasília começa a articular sucessão de Michel Temer, diz jornal:

Brasília começa a articular sucessão de Michel Temer, diz jornal
Brasília já se estaria se articulando para uma provável queda do presidente Michel Temer e a instituição de um novo governo. De acordo com o jornalista Alberto Bombig, do Estadão , há tratativas para costurar um acordão visando não só uma nova eleição presidencial, mas também a alteração da Constituição para garantir foro privilegiado a ex-presidentes da República, o que beneficiaria diretamente Lula, Sarney, Collor, Dilma e, eventualmente, Michel Temer, todos alvo de investigações".

Segundo a apuração de Bombig, o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não teria condições de assumir, sendo necessário "alguém com coragem suficiente para enfrentar a opinião pública e frear os procuradores e o juiz federal Sérgio Moro" – que, segundo ele, giram em torno de Nelson Jobim e Gilmar Mendes.

"O novo presidente, oriundo do acordão, ainda convocaria uma nova Constituinte e se aprovaria uma reforma mínima da Previdência, para acalmar os mercados e o setor produtivo. A Constituinte instituiria eleições e mandatos a promotores e procuradores, a exemplo do que ocorre nos Estados Unidos", escreveu Bombig.

O jornalista Gerson Camarotti, em seu blog no site do G1, também afirma que " partidos aliados iniciaram uma articulação para formar uma espécie de coalizão para suceder o governo Michel Temer ".

Segundo ele, um cacique do PSDB teria dito que o mais difícil no momento é "fazer com que Temer caia na real", uma vez que estaria em curso uma debandada generalizada da base aliada do governo.

Anexos originais:


POLÍBIO BRAGA - Acordão para manter Lula e Temer longe de Moro nasce em Brasília

Acordão para manter Lula e Temer longe de Moro nasce em Brasília

Acordão para manter Lula e Temer longe de Moro nasce em Brasília

O jornal Estado de São Paulo afirmou que há um ‘acórdão para manter Lula e Temer londe Moro em Brasíli’. De acordo com a publicação, a ideia é Ideia é utilizar uma eventual eleição presidencial indireta para “anistiar” parte do mundo político e colocar o Congresso como contraponto à Lava Jato e ao Ministério Público.

“Os cérebros da trama atuam, sobretudo, no Senado Federal. Na ponta final da maquinação está o compromisso de alterar a Constituição para garantir foro privilegiado a ex-presidentes da República, o que beneficiaria diretamente Lula, Sarney, Collor, Dilma e, eventualmente, Michel Temer, todos alvo de investigações”, comenta o jornal.

O jornal afirma que um “grupo suprapartidário de senadores” quer um certo tipo de eleições indiretas: modelo bicameral, quando ocorre a aprovação do candidato na Câmara e o referendo no Senado. Na prática, conforme o Estadão, isso significaria um peso maior para o voto de 81 senadores sobre os 513 deputados, diminuindo o poder de Rodrigo Maia (DEM-RJ).

“O problema é que os senadores acham que Maia, uma vez eleito presidente da República, não sobreviveria ao que chamam de ‘jogo baixo da Lava Jato’. Avaliam que a cabeça de Maia se tornaria o troféu a ser apresentado pela longa fila que hoje tenta fazer delação premiada”, comenta o jornal.

De acordo com o Estadão, a gravação de Joesley Batista em conversa com Temer comprovou, na visão dos senadores implicados na Lava Jato, que o Ministério Público Federal está disposto a tudo para “destruir o mundo político”.

Acordo sobre sucessão livra Lula e Temer de Moro, diz jornal

Acordo sobre sucessão livra Lula e Temer de Moro, diz
jornal:

Acordo costurado por parlamentares prevê eleição indireta com aprovação do Senado e Câmara e extensão do foro privilegiado, segundo 'O Estado de S. Paulo'






Um grupo de parlamentares articula um modo de fazer a sucessão de Michel Temer na presidência por meio de eleições indiretas num acordo que envolveria livrar Lula e o atual presidente e das mãos de Sérgio Moro na Operação Lava Jato. As informações são de reportagem do jornal O Estado de S. Paulo publicada neste sábado. O plano também alteraria a reforma da Previdência e uma nova assembleia Constituinte.

O plano envolve fazer a troca de comando na presidência de acordo com votações no Senado e na Câmara, na busca de um nome que agradasse as duas casas e tivesse força suficiente para se contrapor aos procuradores do Ministério Público e ao juiz federal Sergio Moro. Com esse arranjo, diminuem as chances de que o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) seja eleito no lugar de Temer.

Faz parte do acordo planejado pelo grupo que tem membros de mais de um partido uma emenda à Constituição que estenda o foro privilegiado a ex-presidentes. A ação beneficiaria Lula, Temer, Collor, Sarney e Dilma, que só poderiam ser julgados pelo Supremo Tribunal Federal. Outros movimentos previstos, segundo o jornal, seriam uma reforma da Previdência mais limitada, para reduzir as críticas populares, e a convocação de uma nova assembleia constituinte pelo novo presidente, que incluiria novas eleições e mandatos a procuradores e promotores.

(REVISTA VEJA)


Iniciativas de Gilmar Mendes atingem em cheio dois pilares fundamentais da Lava-Jato, diz jornalista

Iniciativas de Gilmar Mendes atingem em cheio dois pilares fundamentais da Lava-Jato, diz jornalista:



2it8acvfvoj3u7d669d4lew65.jpg
Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O jornalista Alan Gripp, do jornal O Globo, analisa os últimos movimentos do ministro do STF e presidente do TSE, Gilmar Mendes. Após alguns dias de silêncio, Gilmar Mendes demonstrou querer mudar o entendimento do Supremo sobre prisões após condenação em segunda instância e criticou as delações premiadas. Segundo Gripp, "ainda que haja argumentos de debate em ambos os casos, é importante pontuar que as iniciativas de Gilmar Mendes atingem em cheio dois pilares fundamentais da Lava-Jato".
Mais informações »


ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA CONTRATA UTI AÉREA PARA TRANSPORTE DE FAMILIARES

O 'Bolsa-UTI-Família' dos senadores


Por R$ 450 mil pelo período de um ano, o Senado vai contratar uma empresa de serviços de UTI aérea.
Ela "deverá transportar, em casos de necessidade, senadores e seus dependentes, ex-senadores e até os cônjuges de ex-senadores" em território nacional, segundo o G1.
O edital será aberto no próximo dia 1º de junho e prevê que a empresa disponibilize "dois aviões, um modelo Jato", além de "transporte terrestre, em ambulância de suporte avançado, no trajeto hospital de origem-aeroporto-hospital de destino".
A assessoria do Senado explicou ao G1 que a contratação do serviço de transporte aeromédico está prevista em um Ato da Comissão Diretora da Casa de 1995, segundo o qual os beneficiados "têm direito à assistência domiciliar de emergência, urgência e traslado terrestre ou aéreo", além de "assistência médico-hospitalar, médico-ambulatorial, odontológica, psicoterápica, fisioterápica, terapêutica complementar e de urgência, obstétrica e de enfermagem".
Quanto ao resto da população, que enfrente as filas do SUS.

'Os inimigos da democracia só apreciam a Constituição quando esta lhes dá alguma vantagem', diz editorial do Estadão

'Os inimigos da democracia só apreciam a Constituição quando esta lhes dá alguma vantagem', diz editorial do Estadão:


9.jpg
Imagem:  Reprodução / Redes Sociais
Em editorial, o jornal O Estado de S. Paulo chama a atenção para os esforços em mudar a Constituição para permitir eleições diretas:  "Essa concepção do voto direto como panaceia dos problemas nacionais se presta a vários propósitos, a maioria inconfessáveis, e nenhum deles efetivamente democrático. Quem apregoa a eleição direta para presidente agora, de afogadilho, ou defende interesses turvos ou é apenas oportunista".
Mais informações »


EDITORIAL DO ESTADÃO - Sobre seletividade

C%25C3%25A2mara-Deputados-tumulto-1.jpg
Escória lulopetista oferece ao País uma vergonhosa exibição de hipocrisia ao incendiar ministérios e os plenários do Senado e da Câmara. Editorial do Estadão: 

O Estado de S.Paulo - 26 Maio 2017 | 03h07

O PT e seus lambe-botas passaram meses protestando contra a Operação Lava Jato sob o argumento de que se tratava de uma “investigação seletiva” dedicada exclusivamente a “perseguir” Lula e a tigrada. Decepcionaram-se quando a evolução das investigações demonstrou que nenhum partido e nenhuma liderança política está imune à ação da Justiça. Agora, demonstrando que eles próprios também sabem ser seletivos quando lhes convém, os lulopetistas oferecem ao País uma vergonhosa exibição de hipocrisia quando incendeiam – em alguns casos, literalmente – a Esplanada dos Ministérios e os plenários do Senado e da Câmara dos Deputados com iradas manifestações de indignação diante da profunda crise em que o País está mergulhado, escamoteando o fato de que eles próprios têm enorme responsabilidade por essa crise, pois durante longos 13 anos foram os donos do poder, do qual foram apeados, com apoio maciço dos brasileiros, há apenas 12 meses. Os vândalos que botaram fogo e destruíram o patrimônio público numa “manifestação pacífica” a favor do “Fora Temer” e contra as reformas, bem como os senadores e deputados baderneiros que pelos mesmos motivos promoveram cenas de pugilato dentro do Congresso Nacional, cometeram essas barbaridades movidos por uma seletiva indignação contra a crise que eles próprios provocaram e agora procuram agravar em benefício próprio, pois alimentam a pretensão de voltar ao poder ressuscitando Luiz Inácio Lula da Silva.

Quanto pior a crise, recomenda o bom senso, tanto maior a necessidade de que as lideranças políticas assumam a responsabilidade de serenar os ânimos e manter dentro dos limites da racionalidade o confronto político inerente à vida democrática. É mais fácil compreender as motivações que levam um cidadão comum a realizar atos de vandalismo do que aceitar a atitude de um parlamentar que desrespeita uma Casa de representação popular com um comportamento violento. É péssimo exemplo dado por quem tem obrigação de se comportar com civilidade.

A existência de oposição é uma condição inerente à democracia, pois a complexidade da natureza humana exige consenso na gestão da coisa pública, não unanimidade. A oposição não pode se comportar como única e legítima representante da vontade popular, pretensão implicitamente invocada para justificar, “em nome do povo”, o desrespeito às instituições e a agressão a quem ousa dissentir. O dogmatismo messiânico do PT e das facções esquerdistas que navegam em suas águas resultou na redução da questão social à divisão do País entre “nós” e “eles” – uma regressão histórica ao princípio da luta de classes –, como se a política consistisse em dirimir o conflito de interesses por meio da eliminação do “inimigo”. Numa democracia, as divergências se resolvem pela conciliação de interesses e não pela potencialização de seu entrechoque.

Essa visão primária que o PT e seus agregados têm, de que os problemas se resolvem pela submissão do opositor e não pela conciliação de interesses, tem sido sistematicamente materializada nos debates parlamentares em torno de questões mais agudas, como foi o caso do impeachment de Dilma Rousseff e, agora, da discussão das reformas propostas pelo governo Temer. Quando os trabalhos são abertos, no Senado ou na Câmara, em comissões ou em plenário, as primeiras fileiras já estão ocupadas por um grupo que pode ser definido como “tropa de choque”. São sempre os mesmos, que se distinguem e se identificam pela especial habilidade de tumultuar a discussão com repetidas tentativas de desqualificar a condução dos trabalhos e as posições de “inimigos”. Não são senadores ou deputados, mas “guerreiros” dispostos a impor-se “no berro”, recorrendo frequentemente à violência de “ocupar” o espaço da mesa diretora dos trabalhos, em flagrante atentado ao decoro parlamentar e desrespeito aos cidadãos que deveriam representar.

Resta esperar que essas lamentáveis demonstrações de falta de compostura e espírito cívico estimulem os eleitores a serem mais seletivos na próxima vez que forem às urnas.

ANTAGONISTA - A trama revelada


A trama revelada:


O golpe para salvar Lula, Dilma Rousseff e Michel Temer (e todo o resto da ORCRIM) está sendo tramado no Senado por peemedebistas, petistas e tucanos.
Leia o que diz Alberto Bombig, do Estadão:
“Estão em curso em Brasília as tratativas de um acordão que visa a utilizar uma eventual eleição presidencial indireta para anistiar parte do mundo político e colocar o Congresso como contraponto à Lava Jato e ao Ministério Público Federal (…).
Pelo arranjo dos senadores, Eunício Oliveria seria vice, mas de um outro candidato, alguém com coragem suficiente para enfrentar a opinião pública e frear os procuradores e o juiz federal Sérgio Moro.
Para o grupo do Senado Federal, apenas dois nomes entre os colocados até agora como pré-candidatos têm peso e tamanho para a missão: Nelson Jobim e Gilmar Mendes.
Só para lembrar: no Senado, são investigados, entre outros, o próprio Eunício, Renan Calheiros, Gleisi Hoffmann e Aécio Neves (…).
Para facilitar a renúncia de Temer, o acordo garantiria a ele um indulto (a imunidade penal a ser dada pelo futuro presidente) e a votação da PEC que manteria o foro privilegiado a ex-presidentes, evitando que o caso dele chegue até Moro. Essa PEC também livraria Lula das garras do juiz federal, parte que mais interessa ao PT”.

ANTAGONISTA - O GOLPE PARA SALVAR LULA, DILMA E TEMER


O GOLPE PARA SALVAR LULA, DILMA E TEMER:

O golpe contra a Lava Jato já está pronto.

De acordo com Alberto Bombig, do Estadão, o plano da ORCRIM é conceder foro privilegiado a ex-presidentes da República, salvando Lula, Dilma Rousseff e Michel Temer do juiz Sergio Moro.

27 de Maio de 1941: Segunda Guerra Mundial , o navio de guerra alemão Bismarck é afundado, ao largo de França

27 de Maio de 1941: Segunda Guerra Mundial , o navio de guerra alemão Bismarck é afundado, ao largo de França:

Considerado o navio de guerra mais bem equipado do planeta, o moderno e rápido Bismarck era a menina dos olhos da Marinha germânica. O Bismarck foi o primeiro couraçado da classe Bismarck construído pela Kriegsmarine. Baptizado em homenagem ao Chanceler Otto von Bismarck, um dos grandes responsáveis pela unificação da Alemanha em 1871. Só sucumbiu, a 27 de Maio de 1941, após ser perseguido por mais de 100 embarcações britânicas ao longo de sete dias de operações no Atlântico - operações essas que começaram após o Bismarck deixar Gotenhafen, nas primeiras horas do dia 19 de Maio. O cruzadores-irmãos Norfolk e Suffolk, que patrulhavam o Estreito da Dinamarca, avistaram o Bismarck no dia 23 de Maio, dando a informação da localização do inimigo ao comandante da frota britânica, almirante John Tovey. Sem demoras, este enviou o Hood e o Prince of Wales para o cerco ao Bismarck.

Na madrugada de 24 de Maio, ambos já estavam na costa da Gronelândia, e, às 5h53, dispararam contra o couraçado, cujos canhões responderam em eco ao ataque. A terceira salva do Bismarck atingiu o Hood,  alguns segundos depois, uma explosão decretou o fim do cruzador, que afundou em poucos minutos e deixou apenas três sobreviventes da sua tripulação de 1.416 - o timoneiro Ted Briggs, o marinheiro Robert Ernest Tilburn e o aspirante William Dundas.
Entretanto, o Bismarck também não sairia ileso da batalha: foi atingido no seu flanco o que causou vazamento de óleo, esgotando o seu suprimento e contaminando os outros tanques de combustível. O almirante alemão Gunther Lütjens percebeu que isso significaria o fim da jornada do couraçado pelo Atlântico e dirigiu-se para reparos em Saint-Nazaire, sentido Sul - ainda que a prudência o recomendasse a seguir sentido Norte, para as altas latitudes norueguesas. 


Seguiu-se uma procura frenética  do Bismarck por parte da Marinha Real britânica.O Bismarck foi localizado a 160 quilómetros de Brest, na França - muito próximo não apenas da defesa dos submarinos U-boat como também dos aviões da Luftwaffe ali baseados. Entretanto, a Marinha Real agiu rápido. Do porta-aviões Ark Royal, partiram 14 caças Swordfish, que atingiram, por volta das 21h, o golpe crucial: um torpedo que atropelou as hélices e arrancou o leme. A velocidade, que no início da retirada era de 28 nós, caiu para 3 nós. Além disso, sem direcção, o couraçado começou a andar em círculos. O comandante da embarcação, Lütjens, pouco antes da meia-noite, transmitiu uma mensagem aos seus superiores. "Sem condições de manobrar o navio. Lutaremos até o último cartucho. Vida longa ao führer!"
Era o início da noite de agonia do gigante ferido do Reich. Na madrugada de 27 de Maio, cinco contratorpedeiros assediaram o Bismarck, atingindo-o por duas vezes; ao amanhecer, apresentaram-se  também o King George V e o Rodney, atirando contra a embarcação alemã.  Padecendo em chamas, com a totalidade ds seus canhões mudos, o Bismarck afundou às 10h36. Mais de 2.200 tripulantes morreram, incluindo o almirante Lütjens, que completava 52 anos naquela data. Pouco mais de uma centena de germânicos foram salvos pelas embarcações britânicas presentes na área.
wikipedia (Imagens)
Bismark_Stapellauf_1.jpg
O lançamento do Bismarck, 14 de Fevereiro de 1939



Bundesarchiv_Bild_193-04-1-26,_Schlachts
Bismark em 1940
Rodney disparando contra o Bismark 

800px-Rodney_firing_on_Bismarck.png



27 de Maio de 1905: Guerra Russo - Japonesa, o Japão derrota a Rússia na Batalha de Tsushima

27 de Maio de 1905: Guerra Russo - Japonesa, o Japão derrota a Rússia na Batalha de Tsushima:

No dia 27 de Maio de 1905, a frota de guerra japonesa derrota uma frota de guerra russa vinda do Báltico. A batalha naval desenrola-se ao largo das ilhas Tsushima, no braço de mar que separa a Coreia do Japão.
Era a primeira vez que um Estado do porte da Rússia se via derrotado por uma potência asiática. Esse facto sem precedentes iria relançar os movimentos anticolonialistas na Ásia, em particular nas Índias submetida aos britânicos, os quais imprudentemente encorajaram a agressão japonesa.
O conflito teve a sua origem na rivalidade entre a Rússia do czar Nicolau II e o Japão do imperador Mutsuhito. Ambos queriam erguer um império colonial para equipararem-se às grandes potências ocidentais. O seu alvo comum era a China.
A Rússia conquista a primeira vitória ao ocupar a província chinesa da Manchúria e a quase ilha de Liaotung a favor da Revolta dos Boxeurs. Ali instala uma sólida guarnição em Port-Arthur, na extremidade da quase-ilha. Contudo, a Inglaterra do rei Eduardo VII irrita-se com este expansionismo. Avisa o Japão que só não interviria na guerra se o Japão atacasse a Rússia. Assim, Port-Arthur é atacado sem prévia declaração de guerra na noite de 7 para 8 de Fevereiro de 1904 — os japoneses repetiriam a táctica contra os norte-americanos em Pearl Harbor, em Dezembro de 1941.
A armada do almirante Heihashiro Togo afunda sete navios russos quando ainda estavam ancorados, enquanto 8 mil soldados japoneses desembarcavam na Coreia, marchando em seguida em direcção a Seul. Em 2 de Janeiro de 1905, a guarnição russa de Port-Arthur capitula. Após a batalha de Mukden, o Exército russo teve de abandonar a Manchúria. O gosto amargo da derrota foi um dos factores na origem da ‘Revolução Sangrenta’ em São Petersburgo de domingo 22 de Janeiro de 1905. O núcleo da autocracia russa foi severamente atingido.
O Japão, se bem que já no limite de suas forças, praticamente tinha ganho a guerra quando a frota russa do Báltico chega às suas águas. Sob o comando do almirante Rojdestvenski, levou oito meses para contornar a África pelo Cabo da Boa Esperança e subir em direcção ao Extremo Oriente.
O almirante Heihashiro Togo corta-lhe a rota e destrói a sua armada ao cabo de uma batalha de dois dias.
Dos 45 navios russos, somente dois contratorpedeiros e um cruzador conseguem escapar do desastre e ganham o porto russo de Vladivostok. Seis outros pequenos barcos de guerra refugiam-se em portos neutros, onde são desarmados. Os demais foram afundados ou capturados pelos japoneses.
Perto de 5 mil russos são mortos e 6 mil feitos prisioneiros, entre os quais dois almirantes. Os japoneses só tiveram de lamentar a perda de 3 contratorpedeiros e 700 homens.
O czar não teve outra saída se não aceitar a mediação do presidente norte-americano Theodore Roosevelt. Ele abre em 5 de Setembro as negociações que conduziriam a uma paz humilhante para Moscovo e que foi assinada em Portsmouth, Estados Unidos.


 Fontes: Opera Mundi
 wikipedia (imagens)
MIKASAPAINTING.jpg
almirante Togo na ponte do Mikasa, no início da batalha de Tsushima, em 1905. A bandeira sendo içada é a letra "Z", que era uma instrução especial para a armada
800px-Tsushima_battle_map-en.svg.png
Mapa mostrando as rotas de ambas as frotas.


RALÉ DA CLASSE ARTÍSTICA FINANCIADA PELO PT CONVOCA O BRASIL PARA O CAOS NO RIO DE JANEIRO NO DIA 28 DE MAIO.



Desesperados com o Fim do Regime Petista no Brasil, Caetano, Criolo e Mano Brown fazem show gratuito pelas 'Diretas Já' para esconder que querem a Volta de Lula.

Evento ainda vai contar com Mart'nália, Otto, Pretinho da Serrinha e Teresa Cristina


por Diário de Pernambuco 24/05/2017 13:25
O protesto está marcado para o próximo domingo, 28, na Praia da Copacabana, no Rio de Janeiro, a partir das 11h. (foto: Caroline Bittencourt, Marcos Hermes, Luiz Fabiano/Divulgação e YouTube/Reprodução)

Artistas de todo o Brasil se reunirão em um evento convocando a população para pedir novas eleições diretas para presidente da República. O protesto está marcado para o próximo domingo, 28, na Praia da Copacabana, no Rio de Janeiro, a partir das 11h. Otto, Caetano Veloso, Mart'nália, Mano Brown, Criolo, Maria Gadu e Pretinho da Serrinha são alguns dos nomes confirmados no evento. 

Os primeiros a subir ao palco são os integrantes do bloco Cordão da Bola Preta, às 13h. Em seguida, às 14h, haverá uma apresentação comandada por Pretinho da Serrinha com Teresa Cristina, Mosquito Mqt, o pernambucano Otto e Mart'nália. Às 16h, é a vez de Caetano Veloso, Criolo, Mano Brown, Maria Gadu e Pedro Luís. Para encerrar o evento, a partir das 17h30, DigitalDubs e BNegão. 

Alguns artistas que apoiaram o senador Aécio Neves nas eleições de 2014, como Marcio Garcia, Marcelo Madureira e Marcelo Serrado, mostraram arrependimento após a revelação da delação de Joesley Batista, empresário do grupo JBS. ''Vocês não imaginam o tamanho da minha decepção, da minha desilusão política. Eu fui iludido, fui enganado, eu gostaria de estar completamente equivocado, pra mim é chocante ver o candidato que eu apoiei estar envolvido nessas negociatas em plena vigência das investigações'', afirmou Marcelo Madureira. 

''Só agora a ficha caiu... E esta é a minha sensação: rasgaram o nosso país! Que vergonha pra todos nós. Acho que neste momento não há um único brasileiro orgulhoso... Muito menos do seu voto pra Presidente! Nenhum!'', apontou Marcio Garcia. Já o ator Marcelo Serrado se disse a favor das eleições diretas: ''Não me arrependo de forma alguma de ter ido para as ruas pedir o impeachment da Dilma [Rousseff]. Não me iludo achando que o problema era ela. Não sou a favor do Temer, mas sim a favor das diretas já''.

Momento Antagonista: Um presidente zumbi

sexta-feira, 26 de maio de 2017

CHAMA O EXÉRCITO



Um texto fundamental sobre a loucura esquerdista de ser “pró-Cracolândia”

Um texto fundamental sobre a loucura esquerdista de ser “pró-Cracolândia”:

O blog “Mundialista”, tocado por Vilma Gryzinski na Veja, é ele inteiro uma leitura fundamental. Mas a análise sobre o pessoal pró-Cracolândia, para além disso, é conteúdo obrigatório. Ainda hoje, trouxemos a opinião de uma psiquiatra sobre o tema.
Agora, a do blog “Mundialista”. Seguem trechos:
“Loucura atinge ápice: manifestação a favor da Cracolândia – As pragas da insanidade correm soltas pelo país, mas é difícil imaginar algo mais estarrecedor do que “manifestantes”, ONGs e juristas pelo direito ao crack (…)
Qualquer iniciativa tomada para acabar com este escândalo a céu aberto é imediatamente contestada por especialistas preocupados com tudo, menos com os cidadãos infernizados por esta aberração (…)
Mas quem está preocupado com moradores, transeuntes, donos de pequenos comércios, todos infernizados pelo território livre de viciados e traficantes? Com os trabalhadores humildes assaltados por um celular que vai virar pedra? Quem já olhou pelas janelas dos prédios onde as castas superiores trabalham e viu faxineiras sairem em grupo, na hora da mudança de turno, agarrando as bolsas, tentando se proteger mutuamente dos “nóias”?”
O texto pode ser lido na íntegra aqui.
Source: Implicante.Org


DIFERENÇA ENTRE QUEM VOTOU EM AÉCIO E QUEM VOTOU NO LULA.


MAIS UMA VITÓRIA DOS VAGABUNDOS COMUNISTAS DA SAÚDE NO BRASIL - DEMISSÃO EM MASSA DE MÉDICOS DO HOSPITAL DO ANDARAÍ


26/05/2017 16:26

Médicos do Hospital Federal do Andaraí pedem demissão em massa

Em nota, Ministério da Saúde afirma que não haverá impacto no atendimento aos pacientes

Por: Departamento de Web
   
Após diversas tentativas de negociação com o Governo Federal a respeito dos salários e melhores condições de trabalho, os médicos do Hospital Federal do Andaraí, administrado pelo Ministério da saúde, pediram nesta quinta-feira (25), demissão em massa. Devido à crise no setor, médicos, chefes de diversos setores da unidade, deixaram cargos. Por meio de uma nota, o Ministério da Saúde informou que, “a mudança da chefia de serviços médicos pode ser feita a qualquer momento pela direção da unidade, sem impacto no atendimento aos pacientes."

SOCIÓLOGA RITA BONESI DIZ A VERDADE SOBRE A CRACOLÂNDIA


Como defensora da vida, da cidadania, da moralidade e do civismo, como SOCIÓLOGA especializada, experiente, inteligente e capacitada (deixo a modéstia de lado) SOU TOTALMENTE CONTRA incapazes profissionais formados através de catecismos petistas e da "nova ordem dos direitos humanos" que têm criticado e impedido que sejam exterminados os "pontos turísticos" criados com a entrada do PT no governo, a Crackolândia!

É desumana a omissão de governantes, vereadores, prefeitos e os ditos "direitos desumanos"!

Não é humano assistir e permitir que pessoas viciadas transformem-se em zumbis e esperem a morte chegar através de overdoses ou males fatais.

O crack é uma das dependências mais difíceis de se tratar!

ESTOU COM JOÃO DÓRIA E APOIO O SEU TRABALHO em retirar e levar para tratamento, os dependentes.

Ministério Publico e Defensoria Pública,, não emperrem esse trabalho!

Arregacem as mangas e juntem-se ao prefeito para que muitas vidas ainda possam ser salvas.

No estágio avançado desses dependentes não se pode "dar ao luxo" de chegar ao local e perguntar:

Quem quer se tratar, levante a mão!

Sejam realistas e objetivos.

Não mascarem a gravidade da dependência!

Tratamento URGENTE e fim do "ponto turístico petista"

Rita de Cassia Lanschi Bonesi

Em 26/05/2017

POLÍCIA FEDERAL ENCONTRA COMPROVANTES DE CAIXA 2 EM APARTAMENTO DE ABOMINÁVEL AÉCIO DAS NEVES


PF encontra em apartamento de Aécio comprovantes identificados como ‘cx 2’:

PF encontra em apartamento de Aécio comprovantes identificados como ‘cx 2’


A Polícia Federal apreendeu no apartamento de Aécio Neves, na Avenida Vieira Souto, no Rio, “diversos documentos acondicionados em saco plástico transparente, dentre eles um papel azul com senhas, diversos comprovantes de depósitos e anotações manuscritas, dentre elas a inscrição 'cx 2'".
Também foi apreendido um aparelho bloqueador de sinal telefônico, um celular e um pen drive. 
As informações estão em relatório enviado ao STF.

Janot diz que Temer admitiu encontro e pede autorização do STF para ouvir o presidente

Janot diz que Temer admitiu encontro e pede autorização do STF para ouvir o presidente:

Janot diz que Temer admitiu encontro e pede autorização do STF para ouvir o presidente
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu autorização ao Supremo Tribunal Federal (STF) para tomar o depoimento do presidente Michel Temer, do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) e do deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), também afastado do mandato. As diligências foram solicitadas nos inquéritos a que os acusados respondem na Corte, a partir das delações da empresa JBS.

Na manifestação, enviada ao ministro Edson Fachin, relator do processo, o procurador também defendeu a validade das gravações entregues pelo empresário Joesley Batista, dono da JBS, que gravou conversas com Temer, Aécio e Loures.

Leia mais ÁUDIOS: Ouça a íntegra da gravação do diálogo de Temer e dono da JBS Quais são os nomes cotados para substituir Temer na Presidência
Impeachment: por que a situação de Temer é diferente da de Dilma


No caso do presidente, cuja defesa contestou a validade dos áudios, a PGR sustenta que Temer não negou o encontro com o empresário, no Palácio do Jaburu. Janot citou os pronunciamentos feitos por Temer, na semana passada.

"Verifica-se que houve confissão espontânea quanto à existência do encontro não registrado no Palácio do Jaburu e do diálogo entre Michel Temer e Joesley Batista. Por outro lado, também há confissão espontânea nos pronunciamentos do presidente da República, dentre eles podemos citar o diálogo sobre possível corrupção de juízes; o diálogo sobre a relação de Joesley com Eduardo Cunha; o diálogo em que Michel Temer indica Rodrigo Loures para tratar com o colaborador Joesley Batista", diz a petição.

A Agência Brasil entrou em contato com a assessoria da Presidência da República e aguarda resposta. Os advogados de Rocha Loures e de Aécio Neves também foram procurados, mas não atenderam às ligações.

Leia as últimas notícias sobre a delação da JBS

*Agência Brasil

Anexos originais:


Raffaello Sanzio - Le grand Saint-Michel


A mensagem de despedida de Maria Silvia do BNDES




A mensagem de despedida de Maria Silvia do BNDES:

Exclusivo: A mensagem de despedida de Maria Silvia do BNDES


O Antagonista obteve e reproduz a mensagem de despedida de Maria Silvia Bastos aos funcionários do BNDES:
"Prezados benedenses,

Nesta sexta-feira, 26 de maio, informei pessoalmente ao presidente Michel Temer a minha decisão de deixar a presidência do BNDES.

Todos os diretores permanecem no cargo e o diretor Ricardo Ramos, pertencente ao quadro de carreira do BNDES, responderá interinamente pela presidência do Banco.

Deixo a presidência do BNDES por razões pessoais, com orgulho de ter feito parte da história dessa instituição tão importante para o desenvolvimento do país. Nas duas passagens que tive pelo Banco, como diretora, nos anos 90, e agora, como presidente, vivi experiências desafiadoras e de grande importância para a minha vida profissional e pessoal.

Neste ano à frente da diretoria do BNDES busquei olhar para o futuro, estabelecendo novos modelos de negócios e estratégias para o Banco, sem descuidar do passado e do presente, sempre tendo em mente preservar e fortalecer a instituição e seu corpo funcional.

Desejo boa sorte a todos, esperando que sigam trabalhando para que o BNDES continue sendo o Banco que há 65 anos faz diferença na vida dos brasileiros.

Um grande abraço,

Maria Silvia"

URGENTE: MARIA SILVIA DEIXA O BNDES



Prepara-se a Revelação do Maior Esquema de Corrupção de Toda História da Humanidade - o BNDES vai fazer a PETROBRAS parecer coisa de criança.

URGENTE: MARIA SILVIA DEIXA O BNDES:

Maria Silvia Bastos pediu demissão do cargo de presidente do BNDES, informa Valdo Cruz, na GloboNews. Ela alegou "motivos pessoais". Michel Temer já foi informado da decisão.

Maria Silvia Bastos pede demissão e sai da presidência do BNDES

Maria Silvia Bastos pede demissão e sai da presidência do BNDES:



x201606011426308467.jpg.pagespeed.ic.zYE
Imagem:  Givaldo Barbosa / Agência O Globo
A presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos, acaba de pedir demissão do comando do banco ao presidente Michel Temer. Maria Silvia alegou motivos pessoais. A presidente do BNDES estava sob intensa pressão por recusar crédito a empresários sem garantias suficientes. 
Mais informações »


Stédile festeja a baderna

Stédile festeja a baderna:

Em "pronunciamento" há pouco, o chefe do MST, João Pedro Stédile, festejou a participação da Força Sindical (de Paulinho) e da UGT (ligada a Gilberto Kassab) na "marcha"...



uploads%2F1495816899642-IMG_3139.JPG