"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Bandido Padilheiro

ATENÇÃO - Está criado um novo tipo de bandido no Brasil ...o PADILHEIRO...Todo Padilheiro é médico - ele é METADE Padilha e METADE Quadrilheiro..Os padilheiros são perigosos..Andam armados com esteto e uma estrela do PT debaixo do avental..São responsáveis pelo tráfico de esperança para pacientes do SUS na maior parte do território nacional.Em caso de algum deles ser avistado pede-se contatar imediatamente o Conselho Federal de Medicina e não tentar processar esses marginais sozinhos..

Rosane de Oliveira: "Greve não ajuda a causa dos médicos"


Rosane de Oliveira
Os dois dias de greve dos médicos podem ser importantes para chamar a atenção das autoridades, mas dificilmente conseguirão atrair a simpatia da população, especialmente dos usuários do Sistema Único de Saúde, que clamam por melhores serviços e penam por meses, às vezes anos, para conseguir uma consulta especializada.Quer dizer que deveríamos esperar para obter apoio da população é? É isso que a "senhora" propõem? Uma greve politicamente correta?Como explicar a um paciente que sua consulta ou procedimento eletivo foi suspenso porque os profissionais paralisaram as atividades em protesto contra a intenção do governo de contratar estrangeiros para cidades onde os brasileiros não querem trabalhar? Explicaremos isso sem mentir como tu estás fazendo. Primeiro porque não se trata de uma greve, mas sim de uma paralisção. Segundo, não somos "contra a vinda de médicos estrangeiros" - isso é a TUA versão! Há várias outras coisas em pauta. Quanto aos estrangeiros - que revalidem seu diploma e depois venham.
Os médicos têm razão quando reclamam da falta de estrutura das unidades básicas de saúde, da carência de recursos nos hospitais, da insegurança nas periferias das grandes cidades, do marasmo de viver em uma pequena cidade do Interior. Será a greve o melhor caminho para melhorar esse quadro? "Marasmo" de viver no interior? "Marasmo", sua picareta da RBS? Nós somos responsáveis por vidas; tu por vender jornais para o teu patrão. Tenha vergonha na cara antes de escrever asneiras.
Quem precisa dos serviços de saúde e vive nesses lugares inseguros ou remotos exige uma resposta do governo. Por isso, a maioria dos prefeitos aderiu ao programa Mais Médicos. Como o número de profissionais dispostos a trabalhar 40 horas por semana em troca de uma bolsa de R$ 10 mil mensais ficou abaixo da necessidade, o governo terá de recorrer aos estrangeiros. A greve só reforça nos usuários a percepção de que faltam médicos – e que é melhor um estrangeiro do que nada. Mentira outra vez. Tu não és porta-voz do Brasil. Sabes que existem médicos suficientes, que não existem as mínimas condições de trabalho nem de garantia de estabilidade no emprego.  
A demanda dos médicos por um plano de carreira semelhante ao de juízes, promotores e defensores públicos é legítima. Afinal, é infinitamente mais difícil entrar em um curso de Medicina do que em um de Direito. Já que não fizeste o curso de Direito ou Medicina, mas sim de Jornalismo, deverias te calar e não escrever sobre profissões que não conheces! O curso de Medicina é mais longo (e mais caro nas faculdades privadas). Só os concursos são mais fáceis do que para as “carreiras jurídicas”, justamente porque os baixos salários atraem poucos médicos. Outra bobagem inventada por ti - comparar os concursos de duas profissões diferentes. O problema é como pagar vencimentos que variam de R$ 17 mil a R$ 24 mil para um exército de médicos com dedicação exclusiva ao setor público. Essa conta não pode ser ignorada com o discurso de que tudo se resolve com vontade política.

Padilha critica paralisação de profissionais de saúde ao Mais Médicos

Meus amigos, vejam o que o órgão de imprensa oficial do PT aqui no RS, a Zero Hora, publicou sobre a nossa paralisação. Vou fazer meus comentários em vermelho ao lado.

Ministro afirma que o governo federal está aberto a receber sugestões para aprimorar o programa

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, criticou o cancelamento de cirurgias e consultas em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS), como forma de protestar contra o Programa Mais Médicos, anunciado pelo governo federal.
— O ministério da Saúde está com as portas abertas para ouvir sugestões.Mentira.Fizeram tudo isso sem consultar ninguém Mas não concordo que se prejudique a população que às vezes espera meses por uma cirurgia ou para uma consulta.Quem prejudica a população é ele e seu partido de mensaleiros assassinos; não nós!  Apresentem as propostas concretas, mas não partam para uma tática que prejudique a população — disse ao se referir à paralisação que profissionais de Saúde fizeram na terça-feira em vários Estados do país.
O ministro informou que passou a manhã na faculdade de medicina da Universidade de São Paulo (USP) ouvindo professores, representantes de estudantes e médicos, que apresentaram sugestões ao Mais Médicos. Segundo Padilha, o governo está aberto ao diálogo para aprimorar o programa. Mentiroso. Ninguém mais quer saber de "dialogar" com esse canalha. Eles já fizeram tudo.
— Quem vier apresentar propostas, se manifestar e discutir soluções, elas serão muito bem-vindas. Não acho correto prejudicar a população, cancelando cirurgias e consultas por um programa que não baixa o salário de ninguém não tira emprego de ninguém, pelo contrário, gera empregos e oportunidade para médicos brasileiros — concluiu. Demagogo e hipócrita.Esquece que vai deixar de ser ministro e uma hora dessas vai ter que voltar a conviver conosco. Qual a greve que não prejudica alguém?
O ministro deu as informações depois de participar, no centro do Rio, da inauguração do Instituto Estadual do Cérebro (IEC). Deveria ter aproveitado e adquirido um lá.O Ministério da Saúde vai custear 50% dos gastos de manutenção da unidade. Padilha assinou a portaria durante a cerimônia. O percentual corresponde a R$ 45,3 milhões por ano, que vai cobrir ainda os custos do Hospital Estadual Anchieta, instalado no Caju, zona portuária do Rio. A unidade vai prestar suporte clínico aos pacientes do IEC.
AGÊNCIA BRASIL

    terça-feira, 30 de julho de 2013

    La entrevista 'secreta' al Papa: "Las ideologías que fabrican pobreza deben ser denunciadas"



    Cardenal_Bergoglio.jpg

    Declaraciones que levantan polémica y vuelven a abrir un gran debate. El cardenal argentino Jorge Mario Bergoglio ofreció a la MSNBC antes de ser elegido como el nuevo Papa Francisco, el pasado mes de marzo, una entrevista que nunca fue publicada, pero que ha conseguido salir a la luz después de que un estudiante de Notre Dame que cumplía servicio social en MSNBC, la sustrajo y la entregó a su profesor.
    En realidad fue una "emboscada" ejecutada por el periodista Chris Mathews de MSNBC, pero que al salir mal, nunca salió al aire. Temas como la política, ideología y los responsables de la pobreza son algunos de los platos fuertes que ofrece la siguiente entrevista que ha conseguido ver la luz. Aquí una parte de la transcripción.
    Mathews: ¿Qué opina sobre la pobreza en el mundo? 

    El Cardenal Bergoglio: primero en Europa y ahora en América,  algunos políticos se han dedicado a endeudar a la gente creando un ambiente de dependencia.¿Para qué? Para incrementar su poder. Son grandes expertos creando pobreza y nadie los cuestiona. Yo lucho por combatir esa pobreza.

    La pobreza se ha convertido en una condición natural y ello es malo. Mi tarea es evitar el agravamiento de tal condición. Las ideologías que fabrican pobreza deben ser denunciadas. La educación es la gran solución al problema. Debemos enseñar a la gente como salvar su alma, pero enseñando a evitar la pobreza y no  permitir que el gobierno los conduzca a ese penoso estado.
    Mathews: ¿Usted culpa al gobierno?

    El Cardenal Bergoglio: culpo a los políticos que buscan sus propios intereses. Tú y tus amigos son socialistas. Ustedes y sus políticas son la causa de 70 años de miseria, y eso tiene a muchos países al borde del colapso. Creen en la redistribución que es una de las razones de la pobreza. Ustedes quieren nacionalizar el universo para controlar todas las actividades humanas. Ustedes destruyen el incentivo del hombre para, inclusive, hacerse cargo de su familia, un crimen contra la naturaleza y contra Dios. Esta ideología crea más pobres que todas las corporaciones que ustedes etiquetan como 
    diabólicas.

    Mathews: Nunca había escuchado algo así de un cardenal.


    El Cardenal Bergoglio: "La gente dominada por socialistas necesita saber que no tenemos que ser pobres"    
     
    Mathews:  ¿Y América Latina? ¿Quiere borrar el progreso logrado?
     
    El Cardenal Bergoglio: "El imperio de la dependencia creado por Hugo Chávez, con falsas promesas, mintiendo para que se arrodillen ante su gobierno. Dándoles peces sin permitirles pescar. Si en América Latina alguien aprende a pescar, es castigado y sus peces confiscados por los socialistas. La libertad es castigada. Tú hablas de progreso y yo de pobreza. Temo por América Latina. Toda la región está controlada por un bloque de regímenes socialistas como Cuba, Argentina, Ecuador, Bolivia, Venezuela, Nicaragua. ¿Quién los salvará de esa tiranía?
    Mathews: Usted es capitalista...

    El Cardenal Bergoglio: "Si pensar que el capital es necesario para construir fábricas, escuelas, hospitales, iglesias tal vez lo sea. ¿Te opones a este proceso?

    Mathews: Por supuesto que no, pero ¿piensa que el capital es arrebatado de la gente por corporaciones abusivas?


    El Cardenal Bergoglio: yo pienso que la gente, a través de sus opciones económicas, decide que parte de su capital irá para esos proyectos. La utilización del capital debe ser voluntaria. Solo cuando los políticos confiscan ese capital para construir obras del gobierno, alimentar la burocracia, surge un grave problema. El capital invertido de forma voluntaria es legítimo, pero el que se invierte a base de coerción, es ilegítimo. 

    Mathews: sus ideas son radicales
    El Cardenal Bergoglio: hace años Khrushchev hizo una advertencia: "No debemos esperar a que los americanos abracen el comunismo, pero podemos asistir a sus líderes electos con inyecciones de socialismo hasta que, al despertar, se den cuenta que se embarcaron en el comunismo. Esto está sucediendo en estos momentos en el antiguo bastión de la libertad. ¿Cómo los Estados Unidos pueden salvar a América Latina si ellos se han convertido en esclavos de su gobierno? 

    Mathews: Yo no puedo digerir todo esto...

    El Cardenal Bergoglio: te ves muy enojado, la verdad puede ser dolorosa. Ustedes han creado el estado de bienestar que es solo respuesta a las necesidades de los pobres creados por la política. El estado interventor absuelve a la sociedad de su responsabilidad. Las familias escapan de su deber con el falso estado asistencialista, inclusive las iglesias. La gente ya no practica la caridad y ve a los pobres como problema del gobierno. Para la iglesia ya no hay pobres que ayudar, los han empobrecido permanentemente y son ahora propiedad de los políticos. Y algo que me irrita profundamente es la incapacidad de los medios para observar el problema sin analizar cuál es la causa. A la gente la empobrecen para que luego vote por quienes los hundieron en la pobreza.

    DILMA, LULA E PADILHA


    Padilha é um médico "tão pequeno" que tornou-se um grande político.
    Lula é um político "tão grande" que tornou-se um pequeno médico.
    Dilma é paciente dos dois !

    DICIONÁRIO DO SUS - CAPÍTULO II



    1. "Central de Leitos" - número de telefone para falar com algum colega. Esse colega vai fazer uma espécie de psicoterapia com quem liga..Vai se queixar, ver se já trabalharam juntos e se conhecem de outro serviço. Depois de perguntar até para que time o paciente torce vai dizer que  "não tem vaga" mas o paciente "está na lista".

    2. "Referência e Contra-Referência" - expressão usada por secretários da saúde e o bando de puxa-sacos que trabalha com eles. A rigor não significa absolutamente nada. Designa de uma forma geral a verdadeira via crucis que os pobres pacientes enfrentam na rede pública indo e vindo de um lado para o outro.

    3. "Usuário" - termo para designar "paciente". Pode se aplicar também àqueles que usam drogas ou andam de ônibus - tanto faz..

    4. "Gestor" - de uma maneira geral não passa de um filho da puta incapaz de ser suficientemente decente para ser médico ou bandido completo para entrar na política. Costuma argumentar sempre que o "sistema é assim" e que só está nessa função para que ela "não caia na mão de pessoas erradas". Ao contrário do político, o gestor não tem partido e ao contrário da grávida, sua gestação não tem fim.

    5. "Trabalhador da Saúde" - o significado desse termo ainda é debatido. Pode estar relacionado tanto a um colega que faça Medicina Nuclear ou a faxineira do serviço "terciarizado" pelo hospital para limpar o banheiro do refeitório. Com o tempo o sentido deve ficar mais claro..

    6. "Gerência, Coordenação, e Núcleo" - não há diferença entre as funções e os usos desses termos. Servem na verdade para dar emprego a cargos de confiança dos petralhas dentro da rede pública de saúde...Não servem para coisa nenhuma além disso..

    7. "Saúde do Trabalhador" - parte da rede pública  destinada a atender os próprios funcionários e uma vez constatada a sua indignação e raiva do gestor diagnosticá-los como "doentes mentais" ou "sob estresse" ou com "burn out" fornecendo uma "licença" após a avaliação psico-social. Nessa parte psicólogas e assistentes sociais avaliam o desempenho de um médico como funcionário público.  Não deixa de ser divertido..

    9. "Atender o paciente como um todo" - expressão usada por aqueles que não sabem o mínimo de medicina..Costuma fazer muito sucesso principalmente quando se abraça um paciente e se pegunta por um de seus vizinhos..

    10. "Exames Secundários" - Segundo aqueles que "atendem o paciente como um todo" é tudo aquilo que não seja exame físico. Expressão muito útil para usar em lugares onde não se dispõem de um aparelho de pressão ou uma fita de HGT - costuma funcionar bem..

    DICIONÁRIO DO SUS - CAPÍTULO I


    1. "Acolhimento de Pacientes" - maneira de dizer que a pessoa doente vai ficar sem leito para internar e aguardando numa emergência superlotada.

    2. "Equipe Multidisciplinar" - maneira de dizer que o poder de decisão final não é do médico; mas sim das enfermeiras.

    3. "Trabalho em Equipe' - maneira de dizer que se uma conduta dá certo; a "vitória é de todos". Se dá errado; a culpa é do médico.

    4. "Gestão Democrática da Unidade de Saúde" - maneira de colocar na direção do hospital alcoólatras, ativistas do movimento gay e analfabetos.

    5. "Medicamento não padronizado" - maneira de dizer que o hospital não vai, de maneira alguma, comprar aquilo que os médicos acham necessário, mas sim aquilo que a "direção" determina.

    6. "Visão não centrada no Médico" - maneira de dizer que uma unidade básica de saúde não tem médico disponível.

    7. "Perfil do paciente" - maneira de dizer que não existem leitos psiquiátricos ou de isolamento disponíveis.

    8. "Enfoque na Atenção Primária" - maneira de dizer que o Brasil foi transformado num posto de saúde e não existem mais hospitais.

    9. "Corporativismo da Classe Médica" - maneira de designar aqueles médicos que lutam por um mínimo de respeito pela profissão.

    10. "Pronto Atendimento" - maneira de designar aquele lugar onde se atende tudo que é tão simples e  deveria estar num posto de saúde, ou é tão sério que deveria estar numa emergência.

    CARTA AO MINISTRO DA SAÚDE



    Senhor Ministro,

    Duvido que alguém saiba exatamente o que significa a expressão “entrar para a história” e duvido que alguém consiga fazê-lo de forma proposital. De certa maneira a história segue seu curso...impávida e indiferente em relação àqueles que querem “pular dentro dela”, não é? De tempos em tempos, ministro, algum médico passa a fazer parte dessa correnteza. Muitas vezes por ter feito coisas boas, como a descoberta de novos tratamentos ou medicações, e muitas outras pelos crimes que cometeu contra seus pacientes utilizando conhecimentos que deveriam ser empregados para curar ou aliviar sofrimento. Foi assim, ministro, com os médicos da Unidade 731 na Manchúria ocupada pelo Japão durante a Segunda Guerra...foi assim com os colegas alemães chefiados por Joseph Mengele ou com os médicos brasileiros que prestaram-se a auxiliar os torturadores do DOPS e do DOI-CODI, mas esses criminosos tinham uma coisa em comum:eles atentavam contra pacientes. Provocaram dor e sofrimento em pessoas reais; nunca humilharam, mesmo na sua prática perversa, a profissão em que se formaram de uma maneira generalizada. Sob certo aspecto, a grande maioria sequer era tecnicamente mau médico – eram na verdade médicos maus!
    Senhor ministro da saúde, o senhor graduou-se na mesma profissão que eu. O senhor conhece bem o desespero que aflige seus colegas atualmente, não é? O senhor sabe bem a sensação que deve ter um pediatra quando assiste uma criança morrer por falta de leito de UTI...o senhor entende como se sentem os cirurgiões dentro de blocos cirúrgicos com goteiras e paredes caindo..o senhor conhece o desespero de um clínico que não dispõem da medicação mínima numa unidade de emergência..Pois bem, ministro, cabe a mim lhe perguntar: Por que motivo o senhor está fazendo isso tudo com seus colegas? Qual sua motivação em nos humilhar perante 190 milhões de brasileiros? Foi algo que nós, os médicos, lhe fizemos?
    Ministro Padilha, o senhor assim como eu, fez um juramento quando se formou – dizia ele resumidamente que o médico deve respeitar sua profissão. Pegunto-lhe: O senhor não tem vergonha daquilo que está fazendo com quase 380.000 colegas? O senhor não se sente mal em apoiar esse partido de mensaleiros, de corruptos apoiadores das FARC, e de gente que odeia os médicos? Qual é, ministro, o limite da sua ambição? O governo do Estado de São Paulo ano que vem? Isso é suficiente para negar perante toda nação que precisamos de mais hospitais? Que precisamos de um plano de carreira e condições de trabalho? Sei que o senhor já atendeu pacientes, senhor ministro..Para o resto do país pode mentir; para mim não há como. Existe um conceito que o senhor aprendeu durante a faculdade de medicina – chama-se empatia! É a capacidade de se colocar no lugar do outro..de ver com seus olhos...de sentir a dor dele na sua pele..O senhor não consegue se colocar no nosso lugar, ministro?? Não consegue perceber como estão se sentindo quase 380.000 médicos brasileiros??
    Hoje e amanhã faremos nova paralisação. Milhões de pacientes pelo Brasil afora vão ser prejudicados por que o senhor e seu governo não nos deram outra chance. Ponha a conta da dor e do sofrimento deles na sua consciência, ministro! Pense nisso quando for dormir pois nossa consciência está tranquila; vamos ver como fica a do senhor..
    De tudo isso que escrevi, sobre uma coisa não tenho mais dúvidas – o senhor “entrou para história”. Como diz aquele seu amigo - “nunca antes na história desse país” alguém fez com a medicina aquilo que o senhor fez – trair e humilhar a profissão perante todo o Brasil de uma forma sem precedentes. Deus tenha piedade do senhor e das pessoas que vão acabar morrendo por causa dessa Medida Provisória da Morte que o senhor faz questão de apoiar..
    Pode ser que um dia o senhor deixe de ser ministro; mas médico não vai ser nunca mais..


    Porto Alegre, 30 de julho de 2013 AVC (antes da vinda dos cubanos)

    segunda-feira, 29 de julho de 2013

    A LEGITIMIDADE QUESTIONÁVEL E PROSELITISMO

    Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
    Por Humberto de Luna Freire Filho

    O Judiciário, terceiro poder da República, torna-se a cada dia tão poder quanto os outros dois, Executivo e Legislativo. O Supremo Tribunal Federal através de seu ministro Ricardo Lewandowisk, um  subserviente funcionário do Judiciário, infelizmente que parece a serviço do Executivo, acaba  de negar liminar pedida pela Associação Médica Brasileira (AMB) contra a Medida Provisória  621/2013.

    O citado ministro, atendendo interesses políticos escusos e contrários aos interesses da sociedade que lhe paga o alto salário, alega que a MP em discussão irá resolver o problema no atendimento médico à população. Quanta falta de caráter, senhor ministro!.

    Em um outro órgão oficial, a Advocacia Geral da União (AGU), sob o comando do senhor Luiz Inácio Adams, pau mandado do outro Luiz Inácio, aquele crápula de Garanhuns que não desgruda do governo, deu parecer favorável à MP 621/2013, alegando que o Conselho Federal de Medicina (CFM) não tem legitimidade para contestar a tal Medida Provisória.

    É verdade, senhor Adams. O senhor tem toda a razão, legitimidade para contestar a MP, teria o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC ou o Instituto Lula. não é mesmo?

    Proselitismo

    O Conselho Federal de Medicina (CFM) ajuizou uma ação civil pública na 22ª Vara Federal do Distrito Federal. Nela, a Advocacia Geral da União (AGU) apresentou um parecer favorável à Medida Provisória 621/13, a famigerada MP dos Médicos.

    A AGU alega que o CFM não é parte legítima para questionar a medida provisória e sustenta que os médicos estrangeiros que vierem ao Brasil, não terão os diplomas revalidados só por ingressarem no programa.

    Por meio dele só poderão atuar na atenção básica à saúde. Pergunto: esses "MÉDICOS" vão se identificar ao paciente como curandeiros ou como macumbeiros? Se, se apresentarem ao paciente como médicos deverão ser imediatamente presos.

    O nosso Código Penal reza que o exercício da Medicina é prerrogativa única para os possuidores do diploma de médico, seja de nacionais ou também de estrangeiros após o revalida. O que estão querendo esses corruptos que tomaram conta do poder? desmoralizar ainda mais o país? Tirem as patas da medicina.

    Não chegam as mortes nas ruas das grandes cidades por falta de segurança? Não bastam as mortes nas péssimas estradas brasileiras?  Procurem outra freguesia para fazer proselitismo.

    A saúde não pode ser instrumento para política obscurantista.

    Humberto de Luna Freire Filho é Médico - CREMESP 35.196.

    O EXORCISTA E A MARCHA DAS VADIAS - ESCRAVOS DA REVOLUÇÃO


    Em 1973, a atriz americana Linda Blair, então uma menina de 13 anos, interpretava a personagem Regan MacNeil na adaptação para o cinema do livro de William Peter Blatty - The Exorcist. Uma das cenas mais polêmicas do filme, e censurada na primeira versão mostrava a criança (substituída na verdade por uma atriz adulta) masturbando-se com um crucifixo em frente à mãe. Isso foi há 40 anos e causa até hoje, para quem assiste a versão completa colocada à venda, um evidente mal-estar - efeito esperado na pessoa sadia quando vê uma criança ser ferida.
    Na semana passada, em protesto à JMJ (Jornada Mundial da Juventude), ativistas da Marcha das Vadias protagonizaram em plena rua uma cena que resume-se no seguinte: uma moça (ou pelo menos parecida com uma) colocou um preservativo num crucifixo e fez a sua introdução no ânus de um de seus colegas de protesto perante todas as pessoas presentes. A foto está disponível na web. Não apresento aqui por uma questão de "higiene eletrônica".
    Esse artigo não tem como objetivo fazer um discurso moralizador. Para meus leitores não é preciso e para as "vadias" não adianta. Também não pretendo (e poderia facilmente fazer isso mesmo sem ser especialista) escrever sobre esse tipo de coisa do ponto de vista da psiquiatria. A idéia é mais simples - fazer uma comparação rápida entre a "intenção do Diabo" da novela de Blatty levada às telas e aquela das ativistas do Rio de Janeiro. Não passa de pura especulação. Vamos ver se consigo ser feliz na tentativa..
    Associar sexo, masturbação e pecado é algo tão velho quanto a Bíblia. Escrever livros, filmes e peças de teatro em que a sexualidade é objeto de manipulação por supostos demônios tornou-se algo tão comum que prender-se em exemplos seria perda de tempo. O roteiro me parece sempre o mesmo. Adquirindo poderes fornecidos pelo Diabo a pessoa pode seduzir sexualmente outras e, consumado o ato, sua alma, a do parceiro (ou parceira) ou de ambos está "perdida para sempre". Acredita-se que a alma, seduzida ou sedutora, passe a pertencer ao Diabo - seu destino é a eternidade no Inferno. Ponto. Nova linha..rss..rss.
    Faço agora uma pergunta - E se o pecado fosse, ao invés do caminho para o prazer, o caminho para a Revolução? E se quem se masturba com crucifixos não sentisse de fato prazer sexual algum? Se fosse apenas (na sua visão) um meio necessário para destruir aquilo que molda a nossa visão do real? E se o objetivo for exatamente esse..o fim da moralidade que nos permita entender o mínimo a respeito do certo e do errado?Lembrem - na novela de Blatty, Regan já está possuída..Trata-se no filme de uma luta entre ela e os padres para que sua alma não seja levada ao Inferno, mas e se nós fizéssemos uma inversão? E se tratássemos de trazer o Inferno a todos até aqui na Terra, hein?
    Até hoje o "inferno" ficou restrito a determinados pontos desse planeta. Países como a antiga Alemanha de Hitler, a URSS de Stalin e a China de Mao são hoje parte da história, não é? Todos concordamos que na prática eles faliram..desapareceram..Isso na “prática”, mas e do ponto de vista teórico? E como possibilidade de um "reino ideal" criado aqui mesmo nesse mundo..Mais de uma vez já escrevi que o Governo Total, seja ele Islâmico, Comunista ou do Clube de Bilderberg, só pode vir numa situação: quando a Humanidade "implorar por ele"..quando o caos, o desespero e a falta de esperança forem tão grandes que ele possa surgir como "Salvador"..Observem aí a diferença dos "Diabos de filme de Terror" - eles já tem seu reino e querem "apenas" nos levar para lá com eles. A Revolução Cultural tem outra meta: "zerar o relógio da história", preparar o "ano Zero"..enfim..deixar a humanidade pronta para o Governo Único.
    Meus amigos, esse texto não pensa em associar comunismo e satanismo embora exista muito material interessante sobre isso. Não atribui à Marcha das Vadias nenhum pacto com o Diabo (o Diabo não é burro), mas questiona a similaridade de métodos dela e de certos personagens de ficção. Não podemos nos enganar - o Diabo do Exorcista não recebia dinheiro público, não é? Não soube de nenhuma "legião" fundando ONGS ou importando "6000 diabos cubanos" para um "inferno carente", mas em outros aspectos parece que não ficamos nada a dever..rsss...rsss...Para ser sincero, acho que perto dos revolucionários, o demônio de Blatty é bem mais modesto. Ele só quer que "acreditem nele" como alguém da oposição a Deus, não é? Acho isso bem modesto comparado com gente que não admite a simples existência de oposição..
    Termino fazendo uma distinção séria, mais uma entre o Exorcista e a Marcha das Vadias, e que na minha opinião é a principal. Esse famoso filme de terror mostra a luta do Bem contra o Mal na disputa pela alma de uma criança que está para se tornar eterna escrava do Demônio. A Marcha das Vadias, e aquele cidadão que introduziu um crucifixo no ânus, são soldados de outra guerra..Lutam pela alma de adultos e querem torná-los escravos de uma Revolução - não conheço exorcismo para isso.

    Dedicado à Tânia,

    Porto Alegre, 29 de julho de 2013.


    Hannah Arendt

     O filme de Margarethe Trotta sobre Hannah Arendt é sublime. Um relato conciso e fiel da vida da filósofa, centrado no caso Eichmann. A atriz que vive Arendt é ótima. A narrativa é muito boa, não cansa. Mas o espetacular é dizer que Hannah quis fazer a reportagem/livro. A obsessão de Arendt é a minha: explicar o mal. Tenho colocado minhas energias inteiras nisso, tanto ao grande mal quanto àqueles do cotidiano. Não é possível falar do mal sem falar das grandes guerras, do nazismo e do comunismo. Ali forças cósmicas interagiram para maximizar a morte.
    É especialmente sensível em Hannah Arendt sua visão de que o mal está tanto do lado dos opressores como das vítimas. Sofreu calúnias por isso. Não obstante a genialidade de Hannah Arendt, ela falhou ao explicar a origem do mal. E, pior, perdeu-se na proposição de como preveni-lo. Sua ideia dos direitos humanos como meio de prevenção é romântica e errada. E fraca. Vemos hoje esses direitos serem transformados em opressão. Na verdade, a ideia de direitos humanos fundada no jus-naturalismo é parte do problema. Está na gênese do mal político. O mal é o Estado moderno. Não podemos compreender nem o nazismo e nem o comunismo sem que estudemos a verdade histórica. Ambos filhos do esteticismo alemão. O esteticismo alemão, por sua vez, é filho da Reforma e das ideias neoplatônicas do Renascimento.
    A emergência do Estado nacional se dá aí. O poder de Estado foi separado de sua fonte transcendente e compreendido como amoral. O desvalor da vida humana acontece nesse instante. O novo Estado fundou o novo direito abstrato moderno, em suas variações. O jus-naturalismo foi precursor do positivismo jurídico radical. No nazismo e no comunismo o poder Executivo se confunde com o Legislativo. Tanto Hitler como Stalin avocaram a si a Vontade Geral. Legislaram. Claro, legislaram movidos pela visão demoníaca de que estavam possuídos. A morte era o objetivo único, o resto era meio. O mal absoluto.
    A inspiração primeira de toda a tragédia está na obra de Goethe. Penso que, com ironia, a diretora pôs um personagem que fala do pai que o cita. Citação de Mefisto: "Sangue é um extrato muito especial". É só isso que Satã sempre quis, massacrar os homens, e no século XX conseguiu. Nisso Hannah Arendt estava certa, em responsabilizar todos. Vemos que os generais nazistas e comunistas mandaram seus povos à morte. Impiedosamente. E o fizeram porque tanto fazia quem seria tornado defunto. O livro de Jonathan Littell (AS BENEVOLENTES) é espetacular sobre isso.



    Hannah Arendt não percebeu que o único antídoto contra o totalitarismo é o retorno ao direito natural. Ou seja: o fim do Estado moderno como ele é. Não estamos livres dessas forças. O Estado atual torna-se mais e mais policialesco e um homem diante dele nada vale. A impiedade amoral de Eichmann eu vejo todo dia em policiais, fiscais da Receita e no Judiciário. O homem é apenas um cliente de suas taras. Uma narração da psicologia dessas gentes tomadas pelo instinto de morte pode ser vista no livro TEMPESTADE DE AÇO, de Ernst Jünger. Este autor foi combatente alemão na I e II Guerra Mundial. Matar e morrer para os fanáticos dofront era a mesma coisa. Morria-se dos dois lados da trincheira. Aterrador saber que, de uma hora para outra, forças podem ser liberadas para a matança, em larga escala. Com a tecnologia atual, muito eficiente. Os mesmo elementos que aturaram antes atuam agora. Governantes amorais, satanistas ou, no mínimo, ateus, movem os cordéis. Zumbis de Satã. De novo está tudo pronto para uma Shoah, a grande calamidade, em larga escala. E não apenas judeus serão queimados. Destruição em massa. É preciso ver o filme e tentar, no mínimo, entender o legado da grande Hannah Arendt. Para mim uma heroína.



    domingo, 28 de julho de 2013

    MENSAGEM DA JMJ – DEUS DERROTANDO O PT



    Terminou hoje a JMJ (Jornada Mundial da Juventude). Meus queridos canalhas petistas, assassinos de prefeitos, estelionatários, e condenados do Mensalão: hoje o Papa foi embora e eu, mesmo sem me considerar católico praticante, gostaria de deixar aqui um recado que fica, na minha opinião, sobre a visita dele. Vocês sabem qual é? Eu resumo assim: Para cada mulher da Marcha das Vadias sempre vai haver no Brasil milhares das que são decentes. Para cada viciado em crack, assim como para cada integrante da Marcha da Maconha, vocês encontrarão milhares de médicos brasileiros dispostos a tratá-los e para cada integrante do Movimento Gay – milhões de homens continuarão adorando as mulheres desse país..Isso, seus desgraçados, não deve jamais sair da lembrança de vocês e quando, agora em agosto, vocês encontrarem seus amigos terroristas e traficantes que integram o Foro de São Paulo levem essa derrota na mala!
    Jovens católicos reuniram-se aos milhões na cidade do Rio de Janeiro. Em nenhum deles vocês conseguiram enfiar uma camiseta do Che Guevara...Nenhum deles comprou “baseado” dos amigos de vocês que infectam os Morros daquela cidade..Que derrota, hein “cumpanheros”? Parece que o movimento das lésbicas e a retirada dos crucifixos dos tribunais não surtiu efeito nenhum, né?
    A lição, a única e verdadeira lição, que qualquer criança poderia tirar dessa derrota vocês são incapazes de apreender. Sabem qual é? É que a maioria esmagadora das pessoas do nosso país são gente decente, seus bandidos! São gente que não quer saber de Marcha de Vadias, de Movimento Gay ou de Maconheiros.. São pessoas humildes que elegeram vocês, às vezes em troca de um prato de comida, mas que jamais concordariam com os milhões de mortos na China e na URSS provocadas pela fome dos regimes de Mao e Stalin que vocês tentam implantar aqui.
    A maioria dos brasileiros, petralhas desgraçados, acredita de todo coração que homem e mulher tem que ir pra cama um com o outro, que maconha faz mal, que deixar viciados em crack andando pelas ruas é falta de caridade e que dar vaga na Universidade por causa da cor das pessoas é um absurdo...A gigantesca maioria do nosso povo é contra transformar o aborto em algo como trocar de roupa ou tomar banho, já mostraram para vocês que acreditam no direito da população ter armas para se defender..e na hora da morte sabe quanto vale um médico ao seu lado!
    Até quando, seus miseráveis, vocês pensam que vão enganar o resto do mundo? Quantas notícias sobre economia em crescimento vocês vão divulgar no New York Times e quantos artigos publicados lá o Grande Analfabeto vai ter que pedir para escreverem por ele?
    Vocês sabem a razão disso tudo? A crença da nossa gente em Deus! A fé numa verdade transcendental que na religião de vocês (materialismo dialético) não existe. O Brasil, seus bandidos, vai deixar em 2014 a mensagem da URSS em 1989 – lá vocês escravizaram as pessoas pela força; aqui estão tentando fazer isso através da cultura e, mais uma vez, vão ser derrotados.
    Agora vocês nos escolheram (nós os médicos) como responsáveis pelo sofrimento do povo, não é? Vamos ver quem vai vencer...Para cada Alexandre Padilha, traidor da nossa profissão, milhares de médicos brasileiros mostrarão que vocês estão errados. Nós provaremos, custe o que custar, a má-fé de vocês todos com a relação às pessoas doentes e quando a máscara cair vai ser tarde demais para se levantar novamente.
    Hoje é domingo à noite – tradicional “hora da depressão” e da lembrança de que amanhã a semana começa de novo...Tudo retorna a rotina...todas as queixas outra vez.. Nem Lula e Dilma podem escapar disso, mas a segunda-feira vai ter um ar diferente deixado por aquela visão da praia lotada com milhões de jovens rezando...milhões de pessoas que não acreditam em vocês – uma prova arrasadora de Deus derrotando o PT.

    Porto Alegre, 28 de julho de 2013 AVC (antes da vinda dos cubanos)

    ILONA KICKBUSH

    Meus caros amigos, prometi que voltaria ao tema da "Medicina x Enfermagem" por ocasião de um post em que a professora  Ilona Kickbusch, diretora do Programa de Saúde Global do Instituto Universitário de Altos Estudos Internacionais (IHEID, na sigla em francês), em Genebra, afirmou que o "Brasil deveria focar menos em médicos e mais em enfermeiras. Enfermeiros são melhores que médicos, diz especialista". Faço questão de escrever sobre isso por que o Ministério da Saúde vem de certa maneira "vangloriando-se" de ter obtido na imprensa o apoio da Organização Panamericana de Saúde bem como da WHO (Organização Mundial da Saúde). Acho que não preciso dizer qual a ligação dessas entidades com a ONU, né? Aquela organização que recomenda que as pessoas, nos países do terceiro mundo, comam insetos. 
    Pois bem, vamos começar apresentando a professora Ilona? Ilona Kickbush nasceu em 1948 na antiga RFA (República Federal da Alemanha). Graduou-se pela Universidade de Konstanz em 1981 em Ciência Política. Atenção, porque vou repetir: Graduou-se em CIENCIA POLÍTICA, ou seja, jamais em toda sua vida atendeu um paciente. Sua biografia, disponível não só na Wikipedia, como também na sua página pessoal, faz questão de dizer que ela contribuiu com os primeiros estudos de "centros de saúde focados no consumidor" , "programas de autoajuda" e "movimentos de saúde das mulheres". Afirma essa "professora" o seguinte na matéria que postei " "A questão não é apenas sobre médicos, mas sobre agentes de saúde comunitários, enfermeiras e outros profissionais de saúde. Até porque grande parte dos problemas de saúde do Brasil hoje são doenças crônicas, para as quais o tratamento ou prevenção não necessariamente necessitam de um médico" Fiz questão de deixar essa parte sublinhada em amarelo pelo seguinte: Vejam bem, meus amigos, uma professora de Ciência Política, que jamais antendeu ninguém na vida, alemã, afirma que os maiores problemas de saúde do Brasil são crônicos e não necessitam de um médico. Essa é uma barbaridade tão grande, é uma mentira tão espetacular, que sequer seria necessário apresentar-se como um médico brasileiro para contestá-la; basta ser paciente aqui no Brasil. Duvido que a "doutora Ilona" tenha a mínima idéia do que venha a signifcar a expressão "Insuficiencia Cardíaca", "Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica" ou "Tuberculose na forma Resistente"...Quando uma criatura dessas faz esse tipo de afirmação, seu compromisso não é com a verdade, mas com uma instituição hipócrita como a Organização das Nações Unidas e com a cooptação de profissionais de saúde frustrados por não terem sido médicos. A página da Ilona está disponível na Internet aqui  http://www.ilonakickbusch.com/kickbusch/index.php. Sua apresentação diz o seguinte " Welcome to Kickbusch Health Consult Kickbusch Health Consult advises international organizations, national governments, NGOs and the private sector on new directions and innovations in governance for health, public health and health promotion." A própria Ilona, vejam bem é ela mesma, apresenta como seus clientes Pfizer Europe Merck Sharp and Dohme MSD. Duvido que depois de tudo isso que mostrei aqui não fique absolutamente claro o porquê dessa notícia sobre a melhor qualidade do atendimento por parte da enfermagem ter sido liberada aqui no Brasil. Alguém duvida que a própria PVP - Patrulha Virtual Petralha tenha pago essa criatura para escrever esse tipo de coisa?? Talvez mais terrível do que tudo isso seja o trabalho dela desenvolvido junto a Universidade de Yale. Nele, essa mulher assume um papel de destaque na chamada "Governança da Saúde Mundial" - uma maneira de ditar - em nível planetário - a política de saúde pública. Deus nos livre de uma coisa dessas. Estudando a vida e a obra de Kickbush podemos ver quais os planos do PT e do Governo Mundial Único para saúde do mundo!

    Piratini anuncia a compra de dois helicópteros para atendimento pelo SUS

    Transporte aéreo de pacientes deve começar no próximo verão

    Durante a visita ao Hospital Comunitário de Sarandi, nesta quinta-feira, governador Tarso Genro e o secretário da Saúde, Ciro Simoni, anunciaram a compra de dois helicópteros para atendimento pelo SUS no Rio Grande do Sul. A remoção de paciente por via aérea no Estado deve começar no próximo verão. Remover os pacientes para onde, seus hipócritas? Contem a verdade: Não existem mais hospitais! Vão colocar esses pacientes em qual UTI??  
    — Hoje se compra transporte aéreo para transplantes e serviços de transferência de pacientes de um hospital menor para outro de alta complexidade. O exemplo de Santa Maria foi muito claro. Então, o governador já autorizou o Estado a ter os seus equipamentos. Estes helicópteros serão comandados pela Brigada Militar e nós daremos apoio técnico e médico para grandes eventos e necessidades — afirmou Simoni. Qual vai ser a forma de contratação dos médicos, hein? Como vai ser a seleção para trabalhar nisso? Conte a verdade! 

    Ainda na visita, com o objetivo de integrar o SUS e definir a sua inserção na rede hierarquizada de ações e serviços de saúde regionalizada e ambulatorial, o Governo do Estado e Hospital Comunitário de Sarandi assinaram contrato no valor de R$ 3,2 milhões.
    ZERO HORA

      sábado, 27 de julho de 2013

      PRONTUÁRIO DA FAMÍLIA BRASIL QUANDO ATENDIDA NO SUS.

      LEITORES - ESSE TEXTO FOI ORIGINALMENTE ESCRITO PARA MÉDICOS QUE  ATENDEM NO SUS. PRETENDE SER UMA SÁTIRA A DETERMINADO TIPO DE PACIENTE.


      1. “Seu” Fudêncio – imagina-se que tenha sido veterano da Guerra do Paraguai. Faleceu ano passado após ter dado entrada em um pronto atendimento em Porto Alegre com vômitos e dor no peito com irradiação para o braço esquerdo às 7h da manhã. Foi mandado embora após ter ganho “2 AAS de criança”. O ministro Alexander Baunilha ainda está investigando qual teria sido a causa da morte. Legistas cubanos foram chamados para auxiliar na necrópsia mas ainda não há laudo definitivo – pelo jeito a doença é rara no Brasil !

      2. “Dona” Nhanhá – idade inferior somente a sua pressão sistólica ou ao nivel sérico de sódio. Já fez 3 cirurgias para “levantar as bexiga” e traz sempre uma pasta de exames que parece o guia telefônico da cidade de São Paulo. Atualmente seus problemas são “as variz”. Normalmente não cria problemas ao examinador mas sustenta que “meio litro de soro nas veia não se nega nem pra cachorro” e já deu declarações afirmando que isso de Medicina é coisa simples - “criança chora, mulher sangra e homem tem dor nos peito”. Fica “atacada” quando se lembra que “paga INPS” e ninguém resolve “os problema” dela..De maneira geral não é má paciente e quando não divide a medicação que recebe com gatos e cachorros que cria em casa dificilmente chega em edema agudo num plantão de final de semana. Atualmente busca ajuda em rádios comunitárias de São Paulo para fazer um transplante de apêndice.

      3. Chinelaine – ainda “di menor” segundo ela mesma. Criada pelo padrasto e filha de “mãe desconhecida” conforme a inteligência da PM do Rio de Janeiro. Teve que ser contida várias vezes no centro obstétrico em que se encontrava até recentemente. Arrancou uma sonda vesical e tentou enfiar no nariz de uma enfermeira de plantão. Talvez tenha sido o primeiro caso de “adição à ocitocina” que se tenha notícia. Mãe de Jupitercleyson, Chayene, Dieison, e João Paulerson sonha emigrar para Oslo na Noruega pois os nomes dados aos filhos são homenagem a um turista norueguês encontrado morto na favela do Três Oitão em Fortaleza. Tem dificuldades de se relacionar com "médicas mulheres" pois afirma que não se pode confiar “num bicho que sangra todo mês e nunca morre”..Foi vista pela última vez próxima aos estúdios da Rede Globo no Rio de Janeiro onde insistia em entrar para fazer um teste e “dançar no Faustão”.

      4. Assaltanterson – um dos namorados de Chinelaine e neto de dona Nhanhá. Condenado a 114 anos de prisão nunca usa carteira de identidade pois costuma apresentar um RX de tórax com tantos projéteis de arma de fogo que fica fácil identificá-lo. Foi capturado pela última vez depois de um jogo do Corinthians quando tentou morder um cachorro da polícia militar. Ferido seriamente no conflito permaneceu internado na UTI até começar a masturbar-se com um AMBU que estava num carrinho de parada próximo ao seu box. Fugiu do hospital e agora integra o grupo de pacientes anticoagulados do Jardim Ângela em São Paulo. Não se sabe bem por que, mas imagina-se que tenha prognóstico ruim mesmo fazendo parte do programa “Bolsa de CHAD” do governo federal.

      Porto Alegre, 2 de julho de 2013..


      Passei, e ainda passo, a minha vida atendendo gente assim e também muitos brasileiros pobres e de bom coração. Todos eles tem uma coisa em comum – a convicção quase religiosa de que médico não gosta de pobre, não paga aluguel, não faz chichi nem cocô, não fica com tesão e nem perde parentes..Nunca podemos esquecer isso na hora de fazer uma greve envolvendo o atendimento dessas pessoas... Deus nos ajude a convencê-los do contrário !

      A PROFECIA


      Irmãos eis que é chegado o Fim dos Dias - Lula vai engravidar Dilma. O Parto será feito pelo Padilha, a criança será registrada pelo Toffoli e criada pela Maria do Rosário..Orai Irmãos, pois o tempo está Próximo!

      Apocalipse Segundo São Milton capitulo 13. Versiculo 13

      RELATO DE UM COLEGA DA BOLÍVIA NO FACEBOOK

      POST DE UM COLEGA BOLIVIANO QUE MORA EM SÃO PAULO


      Todos os médicos do Brasil deveriam ler este relato de um médico boliviano, contando oque aconteceu na Bolivia e que esta se repetindo aqui no Brasil.
      Lá só deu resultado uma greve geral de 34 dias.

      "Bom Dia, Eu sou Medico da Bolivia formado na Universidade Catolica de Bolivia em Santa Cruz (Turma 2012) tenho nacionalidade Boliviana, agora eu estou morando em São Paulo tentando Revalidar meu Diploma de Medico, estudando e já inscrito pra revalide 2013, estou em total desacordo com o que governo faz, de importar medico sem revalidar seus diplomas... E vocês não estao fazendo NADA, Bolivia tubo o mesmo problema há 5 anos, o governo do Evo Morales trouxe medico Cubanos pra Bolivia, e todos os medicos da Bolivia fizerom protestos, MAS não tiverom impacto sobre o decreto do presidente Evo em Trazer os Medicos Cubanos. O MESMO que esta acontecendo aqui no Brasil. Depois há 3 o 4 anos, o Presidente Evo Morales fizo um Decreto que os Residentes de Cualquer especialidade, tinhan que fazer UM ANO de Servicio Rural, pra que o governo valide seu diploma de especialista, isto pra que.? Pra eles não pagar medicos em os pobos, Legal neee... O MESMO QUE AQUI.
      O ano 2012 O governo continuo com os ataques aos medicos da Bolivia, e que fizerom, O presidente EVO fez um Decreto pra que a carga do trabalho aumente de 6 Hrs Pra 8 Hrs Dia, Depois de tudo Agora os medicos Ficarom Bravos, primeiro os medicos fizerom Paro geral em todo o pais, de 24 Hrs, e o governo não escuto eles, depois fizeron para de 48 Hrs, e o governo não escuto eles, depois paro de 72 Hrs, e o governo não escuto eles, até que os medicos pararom por tempo indeterminado, foram 34 dias de paro, até que o governo ANULOU O DECRETO. isso a gente têm que fazer AQUI...
      Bem, tudo isso é para que vocês saibam, que o governo de Dilma é quase igual ao evo, mesmas estratégias, agora depende de todos vocês, é melhor você ficar um mês sem salario que ficar com a metade do seu salário para toda a vida qualquer dúvida ou ajuda que eu estou aqui,

      Dr. Sergio Herbas