"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

NOTA DE ESCLARECIMENTO



Exma. Sra.Presidente da República

Dilma Rousseff

Senhora presidente, na melhor intenção de esclarecer qualquer “mal-estar” que porventura exista entre em nós em virtude das declarações que fiz por ocasião da sua “queda de pressão” no debate da Rede Record, venho por meio desta apresentar-lhe as seguintes considerações:
Em primeiro lugar gostaria de dizer que não conheci a senhora sua mãe nem tenho ideia de qual tenha sido seu comportamento sexual. Contra ela nada tenho e peço a senhora que, por gentileza, não leve no sentido literal os adjetivo que lhe dirigi. Outrossim, é de clareza ofuscante no caso em tela que, sendo a senhora uma ex-assaltante de bancos, terrorista, líder integrante da quadrilha de estelionatários que está destruindo a PETROBRÁS e chefe de um governo que assedia os funcionários públicos é plausível aplicar-lhe, após o nome, o adjetivo de “grande filha da puta” com a qual me referi e, ciente da Lei, continuo me referindo a senhora.
Desgraçadamente, senhora presidente Dilma, no Código de Processo Penal, uma vez utilizado numa eventual condenação minha por calúnia e difamação, não há previsão de agravo de pena conforme a minha profissão, emprego, cor da pele, crença em Deus, ou comportamento sexual. Resta portanto inequívoco (vocábulo que uso em sua homenagem) que quando declaro publicamente que a senhora é “uma grande filha da puta” eu o faço como brasileiro nato, pagador de impostos e eleitor não restando a senhora nem a nenhum advogadozinho petista que vai ser Ministro do STF o recurso de denúncia às autarquias ou conselhos de classe para demonizar ainda mais minha profissão no Brasil.
Certo, pois, de haver lançado luz na polêmica questão, afirmo como brasileiro livre, “senhor do meu destino e capitão da minha alma” que tudo isso acima é verdade e que, como costumam dizer os tabeliães, eu “dou fé” despedindo-me com meus melhores votos de que a senhora e seu Partido do Foro de São Paulo terminem seus dias atrás das grades de uma prisão federal.

Milton Pires

Cidadão Brasileiro

Casado com Maria Luisa

Pai do Paulo Antônio e da Laura

Dono do Cachorro Confúcio. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.