"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

domingo, 29 de maio de 2016

Quadrilha da Esquerda na Prefeitura e Ralé que vai perder o Emprego no GHC querem "treinar servidores" para Casos de "Violência"

A quadrilha de vagabundos comunistas que ocupa a Prefeitura de Porto Alegre e a ralé que está para perder os cargos no Grupo Hospitalar Conceição querem "treinar servidores" contra a violência.

Servidores serão treinados para proteção em casos de violência

29/05/2016 18:16:12

Foto: Cristine Rochol/PMPA
Na Saúde, serão treinados grupos dos pronto atendimentos e Atenção Básica
Na Saúde, serão treinados grupos dos pronto atendimentos e Atenção Básica
A prefeitura realiza de segunda, 30, a quinta-feira, 2, das 10h às 15h, treinamento de servidores para proteção situações de violência, em capacitação reunindo 40 profissionais de diferentes áreas, que servirão de multiplicadores nos locais onde atuam. Coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha, a capacitação terá abertura às 10h desta segunda, com a presença do secretário Fernando Ritter e de titulares das demais pastas envolvidas, no Hotel Continental (Largo Vespasiano Julio Veppo,77 - 7º andar).

O treinamento tem a parceria do Grupo Hospitalar Conceição, envolvendo ainda as secretarias municipais de Segurança, Governança Local e Educação, além da Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc). Resulta de ação iniciada há um ano, com o Grupo de Trabalho de Prevenção à Violência, no intuito de tratar as questões de violência nos distritos de saúde. Durante a capacitação, será abordada a Estratégia do Acesso Mais Seguro, uma tecnologia desenvolvida pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) direcionada à proteção em casos de conflitos ou violência armada nos territórios da cidade.

De acordo com a assessora técnica da área de Doenças não Transmissíveis e Violências, Rita Buttes, o Acesso Mais Seguro para serviços de saúde é uma ferramenta usada para preparar as sociedades a trabalhar nos diferentes contextos em que atua. "Está baseado em oito pilares de segurança e foi adaptado para a utilização dos setores de saúde e educação em municípios afetados pela violência armada, com base, principalmente, na utilização de cinco dos oito pilares de segurança", informa Rita.
Os princípios são:

Adaptação ao contexto (riscos, intensidade e realidades)
Autonomia para gestão diária da segurança pelo território
Papel do nível central (suporte e estabelecer o marco)
Segurança é responsabilidade de todos
Você não pode eliminar o risco (ameaça), mas pode reduzir a exposição e mitigar as consequências

A Estratégia do Acesso Mais Seguro já foi implantada em municípios como Rio de Janeiro, Niterói, Duque de Caxias e Florianópolis.

/assistencia_social /educacao /governanca /saude /seguranca

NOTA DO EDITOR - Vejam que os picaretas da Secretaria Municipal da Saúde de Porto Alegre e a escória comunista do GHC dizem que a "segurança é responsabilidade de todos" - assim como devem acreditar que "todos somos culpados pela invasão do Hospital Cristo Redentor e pelas execuções dentro do PACS". Observem ainda que falam em "segurança pelo território" e dessa não vão escapar de levar uma resposta - Quem tem "território", são os animais e os traficantes, seus comunistas filhos da puta !!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário